Mesmo com lucro de R$ 6,5 bilhões, Bradesco pretende fechar 450 agências até 2020

0

O Banco Bradesco registrou lucro líquido recorrente de R$ 6,542 bilhões somente no terceiro trimestre de 2019. Um crescimento de aproximadamente 19,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

Isso deve-se muito em conta da maior oferta do banco em crédito para pessoas físicas, e menores gastos com provisões para devedores duvidosos. Mesmo assim, o Bradesco pretende fechar 10% da sua base total de agências. Das atuais 4.567 unidades físicas, poderão ser fechadas 450 agências até 2020.

Muito provavelmente em virtude da concorrência acirrada com bancos digitais e fintechs, e com despesas acima da meta, o banco privado se rendeu e anunciou o maior fechamento de agências desde a compra do HSBC, em 2016.

O presidente do Bradesco, Octavio de Lazari, afirmou que o banco precisa melhorar suas despesas operacionais, que estão acima da meta estabelecida para 2019. Além disso, está adotando medidas para isso.

Entre as ações, está previsto um programa de demissão voluntária com adesão de mais de 3 mil funcionários, além do fechamento de 450 agências da rede até o ano que vem.

“Temos de melhorar nossas despesas e estamos tomando providências para isso”, foi o que destacou o executivo, em teleconferência com a imprensa, realizada nesta quinta-feira (31). Logo após fechar 50 agências até setembro, o Bradesco espera encerrar mais 100 unidades ainda este ano. Ademais, cerca de 300 devem ser fechadas em 2020, conforme Lazari.

Por fim, cabe ressaltar que o fechamentos de agências ocorrerão em todo o Brasil e não há, nenhuma região específica, de acordo com Lazari.

Leave A Reply

Your email address will not be published.